Olavo de Carvalho

Olavo de Carvalho

“Antonio Ubaldino, armeiro do Marighela, que diziam ter sido barbaramente torturado na cadeia, foi exilado na Suécia e logo voltou, porque achou mais confortável viver na ditadura militar brasileira do que no paraíso democrático escandinavo.
Sua esposa Gerosina, também torturada, diziam, ao ponto de perder um rim, saiu da cadeia mais saudável do que entrou. Sei disso porque fui eu quem foi buscá-la quando foi libertada.
Meu amigo Arno Preis, que a versão corrente na esquerda diizia ter morrido vítima da ditadura, morreu linchado pela população de uma cidadezinha da Bahia onde mexeu com a mulher de um PM e ainda deu uns sopapos no marido.
Conheço dezenas dessas histórias. De muitas delas fui testemunha direta. Nada, absolutamente nada me garante que muitas narrativas de torturas sofridas não sejam exatamente da mesma espécie.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s